Quem Somos

O que é o CRD

A relação entre a epidemia da aids e a exclusão social precisa ser melhor compreendida e enfrentada. É com esse propósito que o Grupo Pela Vidda/SP está à frente do Centro de Referência e Defesa da Diversidade (CRD), desde 2008, uma iniciativa pioneira em parceria com a prefeitura de São Paulo.
?  O Centro de Referência e Defesa da Diversidade (CRD) é um espaço público destinado ao acolhimento e à inclusão social da população LGBT: lésbicas, gays, homossexuais, bissexuais, travestis e transexuais.

?  Localizado na região central da (Distrito da República) , o CRD é administrado  pelo Grupo Pela Vidda/SP em parceria com a Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS).

?  O CRD integra a rede socioassistencial do município, que é um conjunto integrado de iniciativas públicas e da sociedade, que oferecem serviços, benefícios, programas e projetos que visam a proteção de populações em situação de vulnerabilidade, exclusão e risco social.

?  O CRD funciona como porta de entrada da população LGBT que vive, trabalha ou frequenta o centro da cidade, mas também atende usuários das periferias e de toda a região metropolitana.


O CRD tem como objetivo principal acolher pessoas lésbicas, gays, homossexuais, bissexuais, travestis e transexuais que vivenciam violações de direitos decorrentes de discriminação e violência devido à orientação sexual e identidade de gênero. Oferecendo atendimento psicossocial, orientações e encaminhamentos jurídicos necessários à superação da situação de violência e vulnerabilidade e contribuindo para o fortalecimento e o resgate de sua cidadania.

O que faz o CRD

Desde que foi criado, em 2008, o CRD tornou-se um serviço de referência para a população LGBT. Conheça 10 iniciativas do CRD:
1.     Oferece apoio psicossocial individual e coletivo aos usuários;
2.     Promove a convivência em comunidade e fortalece a autoestima dos usuários
3.     Encaminha, sempre que necessário para os serviços públicos de proteção social, núcleos e serviços de convivência, centros de acolhida, instâncias de defesa e preservação de direito.
4.     Atende casos de violações de direitos e violências cometidas contra a população LGBT, prestando orientações e encaminhamentos jurídicos
5.     Realiza oficinas, cursos e atividades de geração de renda, capacitação profissional, cultura, lazer, inclusão na educação e promoção da saúde
6.     Viabiliza a inserção em programas de transferência de renda sempre que o usuário tenha direito ao benefício.
7.     Identifica necessidades e motivações, para desenvolvimento de novos projetos de vida;
8.     Propicia vivências, valoriza as experiências, estimula a autonomia, as escolhas e decisões. No CRD, o usuário é o protagonista.
9.     Contribui com o esclarecimento e a conscientização da população em geral e dos profissionais da rede socioassistencial sobre os direitos do público LGBT.
10.  Atua na garantia do direito à saúde, na defesa do atendimento integral à saúde LGBT, na ampliação do acesso ao diagnóstico e tratamento às DSTs, HIV e Aids


O serviço estará integrado à política pública municipal de Assistência Social, seguindo os preceitos da Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS- Lei Federal Nº 8.742/93) e inserido no desafio de implementação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).
O CRD tem como meta compatibilizar o respeito à diversidade, à autonomia e às escolhas individuais, com o oferecimento de oportunidades e promoção dos direitos de cidadania.



Histórico

Em 12 de março de 2008, a organização não governamental Grupo Pela Vida/SP inaugurou o Centro de Referência da Diversidade, por meio de edital público viabilizado pelo Projeto Inclusão Social – Nós do centro, mantido com recursos da Prefeitura de São Paulo e União Europeia.

Foi mantido como projeto até dezembro de 2009, desde então vem mantendo convênio com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social da Prefeitura de São Paulo. Para o período de 2014 a 2016 o convênio  foi renovado através de concorrência pública.  A parceria inédita entre poder público e sociedade civil ocupou uma lacuna existente nas políticas públicas de proteção social em nosso município. O CRD é um serviço inédito no Brasil e na América Latina.


Parcerias:

Prefeitura do Município de São Paulo: Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Coordenação  de Políticas LGBT e,  Secretaria Municipal de Saúde - Programa Municipal de DST e Aids.
Governo do Estado de São Paulo: Secretaria Estadual de Justiça e Defesa da Cidadania, Coordenadoria Estadual de Políticas para a Diversidade Sexual e Secretaria Estadual de Saúde, Programa Estadual de DST e Aids, Ambulatório Estadual de Saúde Integral de Travestis e Transexuais.
CREMESP - Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo.
SENAC Vila Buarque.
SESC Consolação
GEDS - Grupo de Estudos em Direito e Sexualidade, Departamento de Filosofia do Direito da FDUSP.
GIV – Grupo de Incentivo à Vida.
GAPA/SP – Grupo de Apoio à Prevenção à Aids.
Centro Social e Promocional Paulo VI



Nossa equipe

- Coordenação: Eduardo Luiz Barbosa
- Assistente técnico: Paulo Rogerio da Silva
- Técnico especializado: Diego Pereira de Souza
- Auxiliar administrativo: Ari Silva
- Assistentes sociais: Cintia Spíndola Luciano
Deborah Sheila Turnes de Fausto
- Psicólogos: Débora FoladorStrano
Josiane GiajLevra
- Advogada: Fernanda Rodrigues Nigro
- Orientadores socioeducativos: Brunna Valin
Fuh Miguel
Mayra Martins
Thais Azevedo.
- Agente operacional: Andressa de Santana
Eliseu da Silva Feres


Colaboradores:

Adriana Cezaretto
Alexandre Bronze
Aristides Goncalves da Silva
Barbará de F. Pinto
Benedito dos Reis (Benê)
Bruno Castellani
Cassio José Pereira
Christopher Lee
Adriani Ferreira Simões
Airton de Almeida (Sissi)
Alex Vitaliano Merino
Ana Cristina Costa Nava
Conceição de Oliveira
DemisMenedez Sanchez
Paulino José dos Anjos - Dj Nino
Cristiano Lopes
DimitreMarinovNikolov
Eliseu Luis da Silva
Eraldo S. Lopez
EmiShimma
Fernanda Sanches Ribeiro
Fernando de Souza
Renata Peron
Flavio Aparecido Rodrigues
Giulia Chiaradia GramugliaAraujo
Ieslei Ferreira Fernandes
João Batista Pereira
José Humberto S. Santos
Katia do Socorro Oliveira Lima
Léo Áquila
Luize Matias
Marcelino Pereira Costa
Marcos Ferreira Marinho
Maria HirokoWatinaga
Murilo Duarte
Pedro Agnani
Renan Zaramella dos Santos
Renato Mathias
Renato Paula Valverde
Rodrigo Paiva
Samira Alves Matos
Shirley Acioly Monteiro de Lima
Wellington Vicente da Silva